21 de janeiro de 2013

Não há nada lá fora...






Não há nada lá fora, realmente...
 
Ontem, na avenida aqui, ao descer uns degraus sofri uma queda no último deles, levantei-me em seguida, aparentemente nada sério, se não fosse a forte dor que tive, pois bati a perna (canela, no osso)... percebendo uma dor muito forte, eu me sentei em uma cadeira que havia ali bem próximo, um Café... já sentada, a dor começou a aumentar mais e me dou conta que eu estava perdendo os sentidos, ou seja, em vias de desmaiar mesmo... Não querendo apavorar minha mãe que estava comigo, tentei baixar a cabeça, mas não deu certo e a levantei novamente e a partir disto, não vi mais nada... Então, acredito que poucos minutos depois voltei e me dei conta que pessoas conversavam e uma delas fazia contagem de batimentos de meu pulso... ouvindo o que elas falavam, queriam me levar ao PS local e eu tentei falar que não era necessário, mas percebi minha voz enrolada e fiz sinal de não com a mão... resumindo, fiquei bem logo depois... Enfim, "voltei novamente para o meu passado de criações mentais", a repetição do que um dia criei, e que, por ainda acreditar, eu estava "lá" vivenciando... Me lembrei dessa lição: "Eu vejo só o passado" (Lção 7-E-UCEM)*

Agora vendo este vídeo me veio confirmações sobre o meu desmaio de ontem, onde eu tinha chegado esta manhã a conclusão de que eu, simplesmente NÃO EXISTO... Bem, não consigo colocar em palavras isto que vivenciei, mas é algo muito libertador, acreditem!!! Então, dei muita risada também ao ver este vídeo, porque rir diante do absurdo que criamos, é a única coisa que não podemos deixar de fazer...

Como diz a Lily no texto abaixo que coloquei, e que no caso aqui, foi minha experiência: 

“...Tem que ter curtido um pouco o Curso para vivenciar certos conceitos Super-Extrapolados e Verdadeiros,  que não podem ser compreendidos através da mente consciente e sim, e apenas, através da entrega e da experiência.”
_____________

“Na eternidade, onde tudo é um, introduziu-se uma idéia diminuta e louca, da qual o Filho de Deus não se lembrou de rir.”  (UCEM) 

Quando coloquei essa frase em comentários no Google+ com amigos como uma idéia, em relação a parte de um artigo... minha amiga Lily Dirus fez estas observações, que achei maravilhosa e compartilho aqui:

“Maravilhosa! É a síntese de todo o Curso, Lenarus! Eu levo a sua ideia no meu coração sempre, e facilito: "O Filho de Deus 'caiu' quando se esqueceu de rir", pois eu acho que 'ideia diminuta e louca' é muito 'uau' para a maioria das pessoas. Algumas até se assustam...

Tem que ter curtido um pouco o Curso para vivenciar certos conceitos Super-Extrapolados e Verdadeiros,  que não podem ser compreendidos através da mente consciente e sim, e apenas, através da entrega e da experiência. 


O Curso em Milagres foi feito, principalmente, para favorecer e facilitar esta entrega à Causa Divina. 


Cada um escolhe e decide ser Professor de Deus...


O Pai decide quando.

A transformação Daquele que escolheu é repentina e sem volta. Graças a Deus! 


E o melhor é que não temos que sacrificar nada  por isto! 


Muito pelo contrário, pois tudo que necessitas para cumprir bem com o seu papel lhe é fornecido. 


E onde você tem que expandir sua Luz, os Grandes Raios brilhantes, lá estará, e só resta agradecer. Muitas bênçãos e cada vez mais! 


E, para mim, esta frase do UCEM completa a outra: "Os 'sonhos felizes' não são verdadeiros por serem sonhos, mas sim por serem felizes!" Demais!


Pois o Filho de Deus Feliz não consegue julgar, separar...


O Filho de Deus Feliz só consegue Liberar, Entregar e Amar...


Quando a gente ri se sente Conectada e, dá até para sentir o Pai rindo de volta e 'dizendo':  "Desvendou a charada! Parabéns!"
____________

Cuide bem de você... www.cuidebemdevoce.com

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...