28 de março de 2012

Especial STUM: As cartas de Cristo III


É forte demais o chamado recebido, para não escutá-lo, afinal, estou totalmente a serviço do Universo e é minha tarefa escrever sobre o que tão claramente me é intuído, e não buscar simplesmente entre as muitas possibilidades de temas atuais, para somente vir a agradar o maior número de pessoas.
Sou lembrado de avisar mais uma vez que estamos aqui de passagem, mas não a passeio e nem de férias. É como que um chamado carinhoso, mas firme, de Pai pra filho, uma súplica para que este perceba a Verdade Universal da existência, libertando-se de tudo que o limita, bloqueia, restringe; um pedido claro para deixar para trás crenças e dogmas que nos foram transmitidos à exaustão sem que tivéssemos condições de contestar, de expressar a recusa proveniente de nossa Alma, de nossa percepção divina que pede para ser ouvida e seguida mais e mais, a cada escolha, a cada momento.

É uma sensação aconchegante de paz, libertação, proteção, de pertencimento, todas as vezes que entro na vibração que "As cartas de Cristo" me trouxeram e continuam me proporcionando. Difícil de explicar o que sentimos, pois muito depende de cada pessoa, do nível de consciência individual... dá vontade de chamar todos os amigos e contar-lhes a boa nova, que se trata realmente da mensagem do Mestre e Irmão, que sua energia cristalina emana de suas palavras canalizadas após 2000 anos, que é ele mesmo, o "filho do homem" que conseguiu a Iluminação e que andou pela Palestina pregando a Verdade e o Amor Incondicional, a nos trazer hoje Conhecimento puro, aquele que coincide com algo que no fundo V. sentia, com aquilo que é real, que persuade sua Alma. Nada de fé cega, de palavras ou conceitos que enganam, distorcem, manipulam, desvirtuam. Só harmonia, alegria, respeito e tantos outros sentimentos elevados, que nos permitem desfrutar do 'Reino dos Céus' aqui na Terra.

Bem, não estamos mais falando sobre religiões, auto-intituladas representantes exclusivas na Terra de um deus cruel e punitivo, entidades atravessadoras em sua maioria, que separam, exploram, provocam conflitos sangrentos, mantêm as massas na escuridão; milhões e milhões de pobres pecadores curvados, esmagados pelo sentimento de culpa e pela ignorância, desconhecedores da necessidade absoluta da evolução espiritual.
Felizmente, existe esperança de transformação para alcançar a felicidade plena...
Confira abaixo as palavras do Mestre.

- "Então você entra no "Estado de Ser" que é "dirigido por Deus". Isto é totalmente belo e glorioso. É amor, é generosidade, é cuidar dos demais como cuida de si mesmo, é não julgar, pois você aceita os outros tal como são, sabendo que também são filhos de "Deus" e que estão igualmente sob o cuidado do "Pai". É felicidade sem medida, impossível de descrever, é sentir alegria pela beleza do mundo, é vida sem limite e energia aumentada, é saúde e é a satisfação de cada uma de suas necessidades mesmo antes de tê-las".

Trata-se de resgatar de vez nossa linhagem divina, nosso poder inato e latente que ficou esmagado e congelado durante milênios de escuridão, negação e repressão e nos tornarmos finalmente seres despertos, com uma visão clara e completa das Leis da Existência que governam a natureza, a matéria, o Universo inteiro e tudo o que ele contém.

- "Em razão de que estas Leis são fundamentais para sua existência individualizada, é impossível evitá-las. Portanto, você não pode ignorar os problemas inerentes à sua existência individualizada e acreditar que "Deus" salvará você deles. Sua única esperança de finalmente escapar, de sair do círculo da experiência humana, é reconhecê-lo e admiti-lo e depois trabalhar minuto após minuto para transcendê-lo e por fim fundir-se e fazer-se "um", em pureza de mente, coração e ação, com a Consciência Universal Amorosa - o "Pai" que faz o TRABALHO AMOROSO.
Ao mesmo tempo, ao crescer no conhecimento da verdadeira NATUREZA do "Pai" "em seu interior, transcendendo você, e em tudo o que lhe rodeia", você chegará a possuir uma fé constante, à qual poderá recorrer em todas as circunstâncias para obter a inspiração, o poder e a elevação diretamente do "Pai" que está em seu interior e ao seu redor.
Você chegará a SABER que realmente é o "Pai" quem o apoia e o guia rumo ao Reino do "Pai Consciência Amorosa".
Você verá clara e abundantemente que, embora o "Pai" seja universal, ele também é individual para você. Ele o conhece e é consciente do seu pensamento e de seus problemas. No "Pai Consciência Amorosa" estão à sua espera soluções perfeitas para serem reconhecidas por você. Quando você reconhecê-las, for flexível e estiver disposto a escutar, estará livre da dor. Enquanto não estiver disposto a escutar, nunca receberá em plenitude o "Pai Consciência Amorosa".
(...) Vejo o duro esforço das pessoas, suas lágrimas e minha compaixão é sem limites. Você está sendo escutado, mas no contexto de sua consciência atual há pouco que eu possa fazer. Não posso liberá-lo das amarras e correntes de tantos anos de pensar e agir ignorantes. Vejo a dor que os sermões ignorantes perpetuam nas igrejas, nas celebrações e nos púlpitos. Vejo as nações e seus povos tentando resolver tenazmente as dificuldades que surgem dos valores, culturas e crenças religiosas tradicionais. Vejo as limitações em seu viver diário, a falta de satisfação de suas necessidades e de seus propósitos e o sofrimento que emana das relações de todo tipo.
A consciência coletiva que está emanando do mundo é um miasma de temores, ressentimentos, aborrecimentos e turbulência emocional de desejos apaixonados, vingança e esgotamento, entrelaçados com a compaixão, a determinação de elevar a consciência do mundo e o empenho na busca do amor incondicional daqueles que receberam inspiração e um grau de iluminação.
Aproximo-me das pessoas que me chamam e trabalho com elas para aliviar suas angústias, mas seu esquema mental e suas crenças estão tão fortemente gravadas em seus cérebros, que minha Verdade não pode alcançá-las para trazer novo conhecimento às suas mentes. Ainda que brevemente e de maneira imperfeita, muitas ouviram, faltou a elas, no entanto, a valentia para aceitar novas ideias e falar claramente. Além disso, não havia chegado o momento certo para atravessar as barreiras da consciência humana para ensiná-las.
Mas agora é o momento certo. Vocês entraram em uma nova distribuição de frequências vibratórias que permitirá mais facilmente elevarem-se acima da materialidade da era precedente. Esta afirmação pode parecer estranha, mas há uma reserva de conhecimento referente às energias que vocês ainda não começaram a entender. Neste momento, não há mente terrena capaz de compreender. Para vocês é possível apenas "imaginar" o espectro de energia, o que não é a verdade.
Assim, será de grande ajuda para você se puder aceitar minhas afirmações com confiança, porque elas são a verdade. Você está entrando em novas frequências de vibração pertencentes à "consciência humana", que permitirão que siga adiante no desenvolvimento espiritual/mental".

Sim, muito, muito mais precisa ser compreendido, absorvido, posto em prática, e ainda precisamos fazer com que muitas outras pessoas entrem em contato com a vibração das "Cartas". Sinto que o STUM é uma parte essencial neste aspecto, pelo menos no mundo de língua portuguesa. A percepção que bate agora é a de que precisamos da sua ajuda, prezado leitor/leitora, da sua participação, da sua atitude para expandir a consciência das pessoas que falam nossa língua, transformando-se em formador de opinião, em consulente para a libertação e iluminação de seus pares. Sinta que este movimento não tem cunho comercial, muito pelo contrário. No site abrimos um Blog em destaque na Home, que sugere uma aprazível leitura diária, permitindo ainda comentar o conteúdo relevante; no site da Editora do livro já há para download gra tuito muito material, sendo que a 4ª Carta já está para ser publicada. A leitura... é muito mais que isso; levei meses para assimilar o seu conteúdo e estou agora na segunda rodada. Sei que irá muito, muito longe o estudo e mais a prática no dia-a-dia.
É deveras completo, abrangente e transformador o que estamos todos recebendo pelas "Cartas", algo que está mudando totalmente a vida de quem percebe sua origem genuína e todo seu valor e que poderá também elevar sua consciência a níveis sublimes. Por gentileza, ajude, com total respeito e discernimento seu próximo; seja parte de uma corrente de conhecimento sem fim, sem preço, sem esperar nada em troca. Sua Alma agradece profundamente.

Se desejar adquirir o livro, acesse: www.cartasdecristobrasil.com.br

Em sintonia com o especial, sugiro assista a este curto (9 min) mas belíssimo vídeo.

Sim, somos um só!
Agradeço aqui os queridos e pacientes Guias e mais a turma toda que permite que o site exista: Rodolfo, Sandra, Teresa, Marcos, Anderson, Ian, Lidiane... e Você!

Namastê (O Deus que É em mim saúda o Deus que É em Você).
Sergio STUM

18 de março de 2012

E o sonho apenas se repete > Morte e Reencarnação...


Uma noite, eu estava em um shopping quando um jovem foi esfaqueado; o que era uma situação incomum para aquela área. Eu vi enquanto o homem veio correndo do estacionamento, cambaleou através de uma farmácia segurando sua garganta cortada, e depois caiu dentro do shopping, que estava cheio de consumidores passando através dele. O homem aterrorizado, então, virou de barriga para baixo e sangrou até a morte.

Não havia muito que eu ou qualquer outra pessoa pudéssemos ter feito pelo pobre garoto, que estava ferido além do que podia ser tratado. Eu ajudei a segurar a multidão para trás, e mantive as pessoas em movimento para que os paramédicos que atendiam a emergências, que chegaram rapidamente, pudessem fazer seu trabalho. Eu algumas vezes olhei de relance para o homem esfaqueado, e fiquei surpreso com a quantidade de sangue que um corpo humano podia conter. Conforme o homem estava morrendo, deitado no chão, a poça de sangue que estava jorrando da sua garganta envolveu completamente seu corpo, e estava formando um oval que se expandia ao redor dele. A multidão de pessoas passou silenciosamente como se estivesse vendo um caixão aberto em um funeral, emudecida pelo pensamento da morte que rodeou a todos nós.

Enquanto eu participava da cena assustadora, não me sentia como se estivesse realmente lá. Ao olhar para o corpo, disse mentalmente para o homem, “Isso não é você. Não pode ser você. Nós não somos isso. Nós somos o Cristo”. O corpo, o sangue, o pensamento da morte; nada disso parecia mais real do que um filme. Não é que eu tivesse me tornado incapaz de ficar chocado. Em um mau dia, eu ainda tinha minhas reações. Mas essa coleção particular de imagens me trouxe a ilusão do corpo, e de como era falsa a idéia de que qualquer um pudesse estar contido dentro de um recipiente tão frágil e temporário. A vida daquele jovem tinha coberto menos de um terço do caminho médio da jornada; todas as suas esperanças, sonhos, medos e alegrias tinham voltado para a mente ilusória de onde tinham vindo. Isso era algo que realmente podia ser citado como vida?

Mais tarde, perguntei ao Espírito Santo se pensar dessa forma era um tipo de negação. A resposta que veio a mim foi, sim, completamente – era uma negação do ego. Meus pensamentos naquela cena não me impediram de fazer tudo o que pude para ajudar, ou, como meus professores colocariam, as coisas que eu teria feito de qualquer maneira – exceto que, enquanto eu as fazia, minha mente estava sendo conduzida para longe do erro ao invés de em direção a ele.

Em dezembro de 2.000, enquanto eu estava contemplando o tema da morte, e também estava admirado com o espetáculo de uma eleição presidencial americana estar sendo decidida por uma determinação da Suprema Corte, ao invés de pela vontade dos votantes...

Eu tinha tido muitas experiências que me mostraram isso, mas essa foi a primeira vez em que uma artimanha do ego que deveria me convencer da realidade do corpo de outra pessoa foi usada pelo Espírito Santo para me ensinar o contrário... (Gary)

Pelo fato de você algumas vezes pensar em si mesmo como um especulador e capitalista, nós de vez em quando reservamos um tempo para conversar com você sobre dinheiro e política. Mas você realmente não é essas coisas, e não importa se você é preciso sobre os detalhes das suas mágoas no nível da forma. O que você está vendo não está realmente lá. Você criou tudo. Por tudo o que você sabe, você não tem qualquer razão lógica para estar projetando sua culpa inconsciente sobre os ricos, especialmente porque você não se preocupa em ser um deles. Isso significa que você tem uma oportunidade perfeita de perdoar a si mesmo, perdoando os outros. A verdade é que todas essas coisas são lições de perdão, e todas as lições de perdão são iguais – até sua morte, e incluindo-a também.

... Você tem algumas vezes demorado para aplicar o perdão que você aprendeu, se as circunstâncias forem especialmente difíceis para você. Depois que você perdoou, como sempre acaba fazendo no final, e como fez em alguns momentos, durante o fiasco das eleições, você se sentiu bem. Então, você tem a tendência de escorregar e se permitir fazer concessões em sua maneira de olhar para as coisas. Isso leva a uma perda temporária de paz. A miséria adora companhia, mas isso não significa que você tenha que aceitar o convite. Chegou o momento de você andar o tempo todo com a verdade. Nada de fazer concessões. Isso nos traz de volta ao assunto da conversa de hoje.
Você agora sabe, além de qualquer dúvida, que não é um corpo e que realmente não pode morrer, certo? (Arten)

“E a última a ser vencida será a morte”. (UCEM – MP – p. 69)

A morte é simbólica da sua separação ilusória de Deus. O que acontece quando alguém que você ama parece morrer? De repente, vocês estão separados. Você parece perdê-lo, exatamente como pareceu perder Deus. Mas isso não é verdade. Você realmente não pode perdê-lo mais do que pode perder Deus. Vocês são inseparáveis. Você chora quando um corpo que você ama parece morrer, mas, como o Curso ensina, é realmente da sua experiência de Deus e do Céu que você sente falta. (Pursah)

E quem poderia chorar exceto pela própria inocência? (Psicoterapia – pág. 18)

Eu chorei pelos meus pais, mas não importa por quem lamentemos, é realmente de nosso lar natural que nós sentimos falta, e nosso verdadeiro estado de Ser com Deus. Nós apenas não fazemos a conexão porque isso é inconsciente. (Gary)

Isso está certo. Você teve muitos pais e mães em suas muitas vidas, e muitas esposas/esposos e filhos. Muitos deles pareceram morrer enquanto você ainda estava em um corpo. É assim que funciona o mundo de sonho. Mas, isso é apenas um mundo de sonho, e você realmente está com Deus. O sistema de pensamento do Espírito Santo está despertando você; está a seu cargo fazer sua parte e se lembrar Dele e de seu sistema de pensamento nesse nível tão logo o tenha aprendido. (Pursah)

É por isso que, quando eu me lembro de que não deveria guardar quaisquer mágoas, eu não o faço. Não existe realmente nenhuma injustiça se eu criei tudo, e fiz isso por uma razão. Eu me sinto em paz quando me lembro disso, mas, então, eu me esqueço de fazer isso e sou sugado de volta para o ego. (Gary)

Sim. E aqui, você identificou um dos maiores problemas para todos os estudantes sérios do Curso. (Pursah)

Uma vez que você conheça e compreenda a verdade, ainda pode ser muito difícil de se lembrar dela quando acontece, especialmente quando isso tem a ver com algo que é importante para você. (Gary)

Precisamente. A vigilância pode ser difícil, entretanto, ela é imperativa. Você precisa encarregar a si mesmo de uma vez por todas de ser vigilante. É sua própria felicidade que é retardada quando você deixa de se lembrar da verdade que o Espírito Santo conserva para você... (Pursah)


Sim, você pode. Você pode fazê-lo apesar dos problemas que enfrenta, incluindo a morte daqueles que você ama, e a morte do seu próprio corpo, que, como já lhe dissemos, vai acontecer em um certo ponto do roteiro que já está determinado – por você. Por que se preocupar com isso? É apenas outra das suas oportunidades de perdão. Seja o que for que acontecer, a coisa mais esperta que você pode fazer é tirar vantagem disso por perdoá-lo – preferivelmente mais cedo do que mais tarde.

Você teme a morte conscientemente, e é atraído para ela inconscientemente. Você uma vez disse que isso era como uma mariposa em volta da chama. A atração da morte é o terceiro do que o Curso descreve como os quatro principais obstáculos à paz, e seu medo da morte está subordinado apenas ao seu medo errôneo de Deus. Você poderia dizer que o medo da morte é simbólico do medo de Deus, e, sem culpa em sua mente inconsciente, seria impossível para você temer qualquer um deles.

Você deveria olhar para a morte ilusória do seu corpo físico como o dia da formatura. Isso significa que você alcançou tudo o que deveria absorver dessa sala de aula particular, temporária. As lições foram aprendidas! Isso deveria ser uma celebração. Eu lhe garanto que vai ser muito divertido. Na maioria dos casos, se as pessoas soubessem como é libertar-se do corpo, elas não lamentariam os mortos – elas teriam inveja. O problema é que a diversão não permanece. Como já afirmamos, a culpa o alcança e faz com que você se esconda novamente em um corpo que funciona como uma proteção. Isso é apenas uma continuação do sonho do nascimento e da morte. (Pursah e Arten)

... Vocês falaram sobre reencarnação, mas eu compreendo agora que isso é só algo que parece acontecer; só estou sonhando que estou indo de um corpo para o próximo. (Gary)

Isso está certo. Em relação à reencarnação, realmente não importa qual é a crença pessoal de alguém sobre ela, desde que você perdoe. (Arten)

Tudo o que tem que ser reconhecido, entretanto, é que o nascimento não foi o início e a morte não é o fim. (UCEM – LT – pág. 63)

... a consciência, ainda que não seja um estado real, realmente continua depois da morte aparente do corpo. Quando você desperta totalmente do sonho, a consciência desaparece e você experimenta sua unicidade com Deus e com Toda a Criação. (Gary)

Tão certo quanto pode ser... Todos vão entrar novamente no Reino juntos porque, como já conversamos, o tempo é apenas uma ilusão. Não existe um longo período de espera entre estar iluminado e esperar que alguém mais se ilumine, porque a iluminação é um estado do Ser que está além dos confins do tempo e do espaço. A mente criou o tempo e o espaço e, portanto, precisa, por definição, realmente estar fora deles. (Pursah)

(trechos de O Desaparecimento do Universo)

Cuide bem de você...
www.cuidebemdevoce.com

17 de março de 2012

...e realmente não existe ninguém lá fora. Existe apenas um ego, parecendo muitos...


“...e realmente não existe ninguém lá fora. Existe apenas um ego, parecendo muitos. Entre os aparentemente separados não existe crença na qual a concessão é mais avidamente aceita do que a crença no sonho da morte... (Pursah)

...Se a morte é real para o que quer que seja, não há vida. A morte nega a vida. Aqui não é possível nenhuma transigência. Ou existe um deus do medo, ou um Deus do Amor. O mundo tenta fazer mil transigências e tentará fazer outras mil, nenhuma pode ser aceitável para os professores de Deus, pois nenhuma seria aceitável para Deus. Ele não fez a morte porque Ele não fez o medo. Ambos são igualmente sem significado para Ele...

A “realidade” da morte está firmemente enraizada na crença segundo a qual o Filho de Deus é um corpo. E se Deus tivesse criado corpos, a morte certamente seria real. Mas Deus não seria amoroso. Não há nenhum ponto no qual o contraste entre a percepção do mundo real e a do mundo das ilusões se torne mais evidente. (UCEM – MP – págs. 68/69)

Mais uma vez, o mundo real é o que eu vou vernão com os olhos do meu corpo, mas com minha atitude – quando eu tiver perdoado completamente o mundo e não estiver mais projetando qualquer culpa inconsciente sobre ele. Isso também vai ter que significar que eu estou completamente perdoado, e que a percepção e o tempo estão chegando ao fim para mim.

Falando sobre a crença de que o Filho de Deus é um corpo, percebi nesse ano que os cientistas chamaram o mapa do genoma humano, que é o esquema completo do código genético humano, de “livro da vida”. Eles disseram que ele determina quem você é! (Gary)

Sim. Eles admiram a complexidade e a chamada beleza do corpo, e ignoram a mente que o dirige. Isso é como pensar que um computador, que não pode fazer nada, é importante, e que o programador, que diz a ele o que fazer, deveria ser ignorado. O ego venceu temporariamente.
Lembre-se, se algo ajudar os pesquisadores a descobrirem tratamentos para doenças que possam ajudar às pessoas, nós não nos oporemos a isso. Nós já indicamos que a maioria das mentes pode curar mais facilmente o corpo se existir um tratamento envolvido que a pessoa possa aceitar sem medo. Mas lembre-se de algo mais. Existem pessoas que têm todas as razões físicas para terem problemas cardíacos e doença de Alzheimer, cujas artérias estão todas entupidas, ou têm uma história familiar infeliz, e, entretanto, não têm quaisquer sintomas de doenças. É sempre a mente que decide se vai ficar doente ou não – e se vai sarar ou não.

“...sua vida e morte aparentes nesse mundo: (Pursah)

... Em qualquer estado à parte do Céu, a vida é ilusão. Na melhor das hipóteses, parece vida; na pior, parece morte. No entanto, os dois são julgamentos sobre o que não é vida, são iguais na sua falta de acuidade e de significado. A vida fora do Céu é impossível e o que não está no Céu não está em lugar nenhum. (UCEM – LT – ps. 526/527)

(trechos de: O Desaparecimento do Universo)
_______________

E o Céu está aqui mesmo, dentro de cada um de nós... Lena Rodriguez

Cuide bem de você...
www.cuidebemdevoce.com

14 de março de 2012

A plenitude está próxima, não longe

Há um mapa da consciência humana que é tido como verdadeiro em todas as tradições. Nesse mapa, um Deus eterno tem o papel de fonte da criação. Mesmo quando a palavra "Deus" não é usada, como acontece no budismo, há um estado sem divisão; ele é um todo; contém tudo de visível e invisível. O estado indivisível de Ser, então, divide a si mesmo entre os aspectos visíveis e invisíveis da criação. Fora de si mesma, a unidade cria o plural. Você pode imaginar o mapa como um círculo, com um ponto no centro. O ponto representa Deus como fonte, que é menor que a mais minúscula das partículas. O círculo também representa Deus, mas um Deus como o uni­verso manifesto, que é maior que a mais gigantesca das coisas.

Mas, para que o mapa tenha precisão, você precisa ver o círculo em constante expansão, como o universo após a grande explosão. Porém, ao contrário do cosmos físico, Deus se expande em velocidade infinita, em todas as direções, isso significa um potencial ilimitado do Ser, uma vez que este entra em criação. Até então, o mapa pode ser visto como esotérico, e muitas pessoas não veriam tanto valor prático nele. (Uma vez, uma mulher me disse que sentia repulsa pelas palavras "uno" e "todo", quando aplicadas a Deus. Para ela, essas pa­lavras eram como ser engolida por um mar vazio, um vácuo divino.) Nossas mentes não conseguem alcançar a expansão infinita em todas as direções. Mas torne o mapa pessoal. Veja sua fonte como um ponto, enquanto seu mundo inteiro é o círculo em expansão. Quanto mais você vê, entende e expe­rimenta, maior fica o círculo. No entanto, ele está sempre se expandindo a partir da fonte. Isso significa que a fonte nunca está longe. E uma constante.

Quando você tiver a experiência de ser a própria fonte e seu mundo, ao mesmo tempo, você se tornará pleno. A razão para que a fonte pareça estar longe é que você se identificou com todas as coisas separadas em seu mundo, negligenciando a origem criativa que torna tudo possível. (É como esquecer sua mãe enquanto está crescendo. Não há esquecimento que apague o fato de você ter tido uma mãe, que foi sua fonte.) Não é possível perder inteiramente a ligação com a fonte, porque ela é feita da sua consciência. Saber que está vivo significa que você está ligado à consciência. Isso faz a ligação parecer passiva, embora não seja. Por meio dessa ligação é que fluem todos os pensamentos que você já teve. Também há um lado silencioso da consciência que trabalha para mantê-lo vivo, fi­sicamente. Seu coração sabe o que seu fígado está fazendo, não em palavras, mas através das mensagens codificadas em substâncias químicas e sinais elétricos. Seu corpo requer uma infinidade de reações a serem coordenadas, dentre centenas de bilhões de células. Esse é um aspecto da consciência que nunca ganha voz, mas sua inteligência ultrapassa a de qual­quer gênio.

Gente comum se preocupa que Deus possa estar tão longe que Ele tenha se esquecido de nós, enquanto entusiastas reli­giosos crêem fervorosamente que Deus está perto em todos os momentos. As duas visões derivam da dualidade, já que perto é o oposto de longe. Mas imagine a cor azul. Antes de vê-la em sua mente, a cor estava perto ou longe de você? Diga a palavra "elefante" para si mesmo. Antes de surgir à mente, o seu vocabulário estava longe ou perto? Usamos a consciência por motivos individuais, a serviço do "eu e meu", porém, você pode se localizar no tempo e no espaço sem conseguir localizar sua consciência. Não há distância entre você e uma lembran­ça, você e o pensamento seguinte. Partindo da perspectiva da plenitude, já que tudo está sendo coordenado de uma só vez, a distância é irrelevante.

O que conduz a uma conclusão empolgante: seu potencial para a mudança também não está distante. Potencial é o mesmo que possibilidades não vistas. Ou você vê que algo é pos­sível, ou não vê. Portanto, o impossível é apenas outro nome para o que não é visto. Consequentemente, a sombra, que o faz enxergar um mundo limitado, temeroso e repleto de ameaças e possibilidades sombrias, está mascarando muitas possibilida­des não vistas, que poderiam saltar diante de seus olhos se você se expandisse além da sombra. Sem a expansão, você é forçado a ter uma visão limitada. Pense em uma forte dor de dente. A dor ocupa toda sua atenção; você não consegue pensar em mais nada. Se a raça humana estivesse em constante dor física, a consciência jamais seria expandida.

O medo é a dor antecipa­da, e tem o mesmo efeito de limitar a consciência.

No fim das contas, a plenitude é o mesmo que encontrar sua fonte.

Não há divisão na fonte. Você não tem que conquistar cada aspecto de si mesmo que esteja afetado pela escuridão (o que seria impos­sível, de qualquer jeito). Transforme-se no que realmente é e, desse momento em diante, a escuridão já não terá mais nada com que você se identifique.

Você está vivendo perto da fonte da consciência se as afirmações a seguir forem verdadeiras:

Está em paz.

Não pode ser abalado de seu centro.

Possui autoconhecimento.

Sente compaixão sem julgamento.

Vê a si mesmo como parte do todo.

Não está no mundo. O mundo está em você.

Ações espontaneamente o beneficiam.

Seus desejos se manifestam facilmente, sem desgaste nem esforço.

Pode executar ações intensas com desprendimento.

Não está visando nenhum resultado pessoal.

Sabe como se render.

A realidade de Deus é visível em toda parte.

A melhor época é o presente.

(parte de texto do livro: O Efeito Sombra)


Cuide bem de você...
www.cuidebemdevoce.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...